Feliz ‘Eu’ Novo

Eu quando era pequena tinha muito medo do tempo. Acho que como toda criança, não queria crescer. Eu era tão feliz com meus patins e minhas bonecas e via tanto adulto sofrendo, estressado, triste, que tinha medo de ficar daquele jeito um dia. Lembro de ver minhas primas na TPM, sofrendo por seus primeiros namorados […]

Leia Mais "Feliz ‘Eu’ Novo"

Insanidade digital

 

Eu sou da geração online, com dez ou onze anos criei meu primeiro e-mail e minha conta no Orkut, o que, por incrível que pareça, pra muitas crianças e adolescente de hoje já é algo pré histórico. Mas mesmo com uma tecnologia muito menos avançada, eu cresci conectada. Na verdade, hoje dou graças a Deus por não ter nascido com um ipad na mão. Hoje vejo crianças em restaurantes se distraindo com iphones dos pais ao invés de desenhar com giz de cera e penso como as coisas chegaram a esse ponto. Eu já andei muito de bicicleta, pulei muita amarelinha e fiz muita cabaninha dentro de casa em dias de chuva. Já cacei girino no quintal da casa de praia e apelava até pra teatrinhos quando o tempo não era favorável. Não estou dizendo que as crianças de hoje em dia não façam esse tipo de coisa, mas a opção “eletrônica” acaba inserindo-as em uma realidade muito mais cômoda, individualista e de certa forma irreal.

Ontem, em plena ceia de natal me deparei com três ou quatro familiares mexendo no celular, isso em uma das datas mais importantes do ano e em um dos únicos momentos que temos para estarmos juntos. As vezes me pego pensando como seria minha vida se nada disso existisse, se tivéssemos que nos ver ou ao menos nos ligar para estar em contato, se para conhecer alguém, tivéssemos que conversar e se olhar nos olhos e se para trair alguém fossem necessárias mais que meia dúzia de likes trocados e uma conversa por DM.

É absurdo como criou-se uma vida na rede que acredita-se ser real, mas, sinceramente? Nada daquilo condiz a realidade, e sim, aqui escreve logo a pessoa que trabalha com a internet. Mas desculpa, eu não posso mentir, a vida mesmo esta passando pelos nossos olhos. É por isso que eu tenho tentado me desconectar um pouco, ligar mais pras pessoas, aproveitar mais o pôr do sol ao invés de tentar tirar uma foto da paisagem. Eu não tenho notificações na maioria dos aplicativos e tento dedicar só algum tempo em horários específicos do meu dia pra não deixar a vida passar enquanto fico vendo a vida alheia na internet.

Esse vídeo mexe com verdades que a maioria das pessoas hoje em dia não gosta de ouvir, então, tente ouvir até o final e pare de se auto-sabotar. Pra mim, a vida online é a maior fuga de todos os tempos. 

selfish5

“Você sabia que uma pessoa normal passa mais ou menos quatro anos olhando para a tela de seu celular?”

“Essas telas touch nos fazem perder o contato. Mas não se admira em um mundo cheio de Imacs, Ipads, Iphones, tantos “eu’s”, selfies, sem “nós” o suficiente, nos deixando mais egoístas e separados do que nunca, porque enquanto ela promete nos conectar, a conexão entre nós não melhorou.”

“Deveria reclassificar o Facebook para o que ele realmente é, uma rede ANTI social”

“A pesar de ter uma lista enorme de amigos (…) nossas amizades estão mais quebradas do que as próprias telas de nosso telefones”

“Medimos nosso valor por número de followers e likes, ignorando aqueles que realmente gostam de nós”

Como ele mesmo diz, eu imagino um mundo onde a gente sorri com pouca bateria, porque isso não significa que estaremos uma barrinha mais perto da humanidade.

VOCÊ TEM ESCOLHA 

Leia Mais "Insanidade digital"

TOP 5: Natal

 

 

Espero que, a pesar de o tempo não significar grande coisa na realidade, a energia do fim de ano consiga tocar os nosso corações e nos mostrar qual é o caminho certo a seguir, o caminho da paz e da felicidade, porque é sim possível se sentir assim durante o ano todo. Que o amor tome conta de todos nós.

Feliz Natal 

Leia Mais "TOP 5: Natal"

Achado: PetQR

Recentemente recebi um presente super interessante e  inesperado de uma marca que descobriu meu amor por cães. A ideia é incrível e pode facilitar muito a vida dos donos de animais por aí. Trata-se de uma plaquinha de identificação, muito parecida com a plaquinha que a Lilo tem com seu nome e telefone, mas que […]

Leia Mais "Achado: PetQR"

Trailer de “O Pequeno Príncipe”

 

Só quem me conhece bem sabe o quanto eu amo a história do Pequeno Príncipe. Tenho inclusive uma frase do livro original tatuada no meu braço direito. É incrível como um livro aparentemente infantil pode ser tão apaixonante e sensível ao mundo. Já o li diversas vezes e em cada uma delas encontrei uma interpretação diferente e mais profunda.

Fiquei então mega feliz ao descobrir que saiu nessa segunda-feira o trailer do filme que vai ser lançado pela Paramount Filmes Francesa. A animação só chega aos Estados Unidos no início de outubro de 2015, mas pelo trailer já da pra ter uma ideia de quão incrível vai ser.

 

Leia Mais "Trailer de “O Pequeno Príncipe”"